• Join over 1.2 million students every month
  • Accelerate your learning by 29%
  • Unlimited access from just £6.99 per month

University Degree: Portuguese

Browse by

Currently browsing by:

Meet our team of inspirational teachers

find out about the team

Get help from 80+ teachers and hundreds of thousands of student written documents

  1. A Importncia do Mercado de Aes Para o Desenvolvimento Econmico Sustentvel Brasileiro

    Enfim, na presente monografia tentar-se-� explorar um novo ciclo de desenvolvimento brasileiro, que � diferente dos ciclos anteriores por ser sustent�vel e, por isso, exige um padr�o de financiamento diferente - sem endividamento do setor p�blico e com a mobiliza��o da poupan�a interna - mediante a utiliza��o de financiamentos de longo prazo das empresas com a generaliza��o de participa�es acion�rias como meio de levantamento de recursos. 2. POR UM NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO ECON�MICO O Brasil tem hoje s�rias limita�es ao seu crescimento trazidas por taxas de poupan�a e investimento muito baixas.

    • Word count: 11007
  2. GESTO PRODUTO

    DISTRIBUI��O E CONSUMO - UMA L�GICA DE COOPERA��O Grandes altera�es socio-econ�micas verificadas nas �ltimas tr�s d�cadas, contribu�ram decisivamente para a mudan�a dos padr�es de consumo das popula�es. Com a mudan�a de h�bitos de compra estreita-se cada vez mais, a liga��o entre a actividade de compra e o lazer. Cada vez mais, os consumidores n�o se restringem ao or�amento baseado apenas no rendimento, para considerarem o tempo e a comodidade como novas vari�veis or�amentais, exigindo, por isso encontrar hoje acess�veis os produtos, de prefer�ncia de forma regular ao longo de todo o ano.

    • Word count: 6180
  3. A Torri uma marca do grupo J.M.V., operando este grupo em duas reas de actividades: distribuio de bebidas e produo de cafs. Exporta cafs Torri para 50 paises dos cinco continentes

    A marca Torri� encontra-se de momento mais instalada no canal Horeca, tendo-se lan�ado nos �ltimos anos no canal dom�stico, tentando acompanhar a tend�ncia de crescimento deste segmento. Os produtos que a Torri� apresenta para o canal Horeca s�o as gamas de lotes Imperial, Nobre, Cl�ssico e Antigo. Em todas as suas ac�es, a marca Torri� pretende diferenciar-se atrav�s do produto, justificar a efic�cia como uma vantagem competitiva; qualidade do servi�o prestado ao nivel de p�s-venda e ao nivel da manuten��o; as caracteristicas intrinsecas do produto, valorizando muito as diferentes e diversas fontes do origem do caf�.

    • Word count: 6950
  4. O presente trabalho tem como objectivo a elaborao de um texto pessoal sobre um ou mais aspectos do texto apresentado.

    Mas, todo este conjunto de identidades e lealdades religiosas est� a mudar. �, portanto, imperativo, reflectir sobre a realidade complexa, com vista � constru��o global contempor�nea, de onde as transforma�es religiosas s�o um reflexo primordial para esta percep��o de muta��o cultural e social. A compress�o do tempo e do espa�o e as diversas mobilidades fazem surgir uma cultura global. Esbo�a-se uma sociedade diversificada e em mudan�a vertiginosa, defensora de alternativas, quer a n�vel pol�tico, institucional, econ�mico como religioso. Tendo como exemplo mais o catolicismo portugu�s, ao longo deste trabalho, vou debru�a-me essencialmente sobre a religi�o cat�lica e a sua crise interna, abordando, por outro lado, as v�rias tend�ncias religiosas e institucionais, de um ponto de vista teol�gico e social.

    • Word count: 7889
  5. Sociologia das religies

    pela institui��o(vontade do grupo em rejeitar o que � imposto), como � exemplo a missa dominical, que n�o passa, na maioria das vezes, de um encontro entre os membros dessa dada comunidade; o seu "anticlericalismo", que se traduz numa desvaloriza��o e desrespeito de alguns membros da institui��o religiosa; o seu "messianismo", como � exemplo a sua cren�a nas apari�es de divindades ou em certas imagens, que se insere no fundo religioso de base da comunidade alde�; entre outros. Poder-se-� afirmar que a religi�o evolui e transforma-se � medida que se assiste ao processo evolutivo da sociedade onde ela est� inserida.

    • Word count: 8268
  6. A Internacionalização.

    e das novas tecnologias; * Refor�o da import�ncia de conceitos como sejam os da competitividade sustentada, da internacionaliza��o via coopera��o empresarial, de estrat�gias de diferencia��o, dos factores complexos ou din�micos da competitividade, de progress�o na cadeia de valor dos produtos, de imagem de marca e de controlo das fun�es de distribui��o e comercializa��o; * Persistente desvantagem competitiva de Portugal ao n�vel da imagem, em alguns mercados - o �nus do "produzido em Portugal" ainda � uma realidade fortemente condicionadora da actua��o externa das empresas, bem como a dificuldade em criar a apet�ncia por produtos portugueses, superando o d�fice do reconhecimento das marcas nacionais associadas � qualidade.

    • Word count: 8505
  7. La Riqueza: de Morgan a Milken… y lo que venga.

    Se paso de la producci�n en serie de productos corrientes a la producci�n de series cortas de productos con mayor valor a�adido. El sector de los servicios financieros tambi�n diversifica productos: nuevos tipos de valores, hipotecas, p�lizas etc.. El poder sobre el capital fluye hacia las empresas capaces de innovar y adaptarse a las necesidades de los clientes en forma constante (a�n a clientes transnacionales). La econom�a funciona a velocidades super r�pidas para lo que es necesaria una constante inversi�n de las empresas en nuevas tecnolog�as.

    • Word count: 4460
  8. Segmentação de Mercado.

    A estrat�gia da Vodafone Telecel assenta na disponibiliza��o de uma oferta muito competitiva em todas as vertentes da sua actividade, de modo a cativar e manter os Clientes mais valiosos de cada segmento do mercado; � neste ponto que este estudo vai debru�ar-se, a segmenta��o de mercado da Vodafone Telecel. Se � uma segmenta��o que procura exclusivamente chegar a targets de uma faixa et�ria mais baixa (faixa et�ria mais receptiva � inova��o, preconizado pela aposta na inova��o), ou se por outro lado apostam em todos os segmentos (pol�ticas de publicidade e marketing adaptadas a cada segmento).

    • Word count: 5217
  9. Dirigir personas en tiempos de cambio.

    Parte 4: Esta secci�n describe lo que los colaboradores esperan de su jefe, define el principio de la motivaci�n y finalmente explica la importancia del Empowerment. Parte 5: Esta secci�n trata sobre la importancia de la cultura organizacional de la compa��a y del clima organizacional. Executive summary In order to be able to manage people in a changing environment, directors should be aware and understand all the following sections that they unfortunately do not always consider. Section 1: This section analyses the meaning of management.

    • Word count: 11297
  10. Politica de marketing.

    75 4.4.1.3. Definirea unei strategii de distributie....................................................... 76 4.4.1.4. Planul strategic de distributie.................................................................. 77 4.4.2. Alegerea strategica a distribuitorului.......................................................... 78 4.4.2.1. Obiectivele firmelor de distributie........................................................... 78 4.4.2.2. Factori de influenta................................................................................ 78 4.4.2.3. Strategia distribuitorilor.......................................................................... 79 Capitolul 5. Activitatea promotionala.......................................................................................... 81 5.1. Structura activitatii promotionale.............................................................................. 81 5.2. Publicitatea............................................................................................................. 81 5.3. Promovarea v�nzarilor............................................................................................. 83 5.4. Relatiile publice....................................................................................................... 84 5.5. Utilizarea marcilor................................................................................................... 85 5.6. Manifestarile promotionale....................................................................................... 85 5.7. Utilizarea fortei de v�nzare....................................................................................... 86 5.8. Strategii promotionale.............................................................................................. 87 5.9. Operationalizarea politicii promotionale.................................................................... 89 5.9.1. Stabilirea obiectivelor si selectia mijloacelor si a agentilor de piata vizati............................................................................................ 89 5.9.2. Determinarea bugetului promotional.......................................................... 90 5.9.3. Controlul si evaluarea rezultatelor..............................................................

    • Word count: 20426
  11. Modalitati de stimulare si promovare a exportului in Romania.

    intalniri de afaceri pentru firmele romanesti in strainatate si pentru firmele straine in Romania - standuri de informare comerciala si de afaceri in cadrul targurilor si expozitiilor specializate din tara si strainatate - seminarii, simpozioane, conferinte si forumuri economice Studii de piata si publicatii de specialitate - studii de piata externa pe produs si profil de tara - lucrari de analiza privind impactul aderarii Romaniei la UE asupra politicii comerciale si sectoriale - prezentarea concesiilor tarifare si a conditiilor de acces pe piata externa pentru exportul romanesc - analize sectoriale la nivelul economiei nationale - ghiduri practice si manuale pentru

    • Word count: 4199
  12. Ea de Queirs.

    Os anos de Coimbra, onde se entrecruzam fortes correntes rom�nticas e positivistas, s�o os mais decisivos da sua forma��o intelectual e c�vica, ao integrar uma gera��o que foi, no dizer do seu l�der, Antero de Quental, "a primeira em Portugal que sa�u decididamente e conscientemente da velha estrada da tradi��o." E�a de Queir�s faria mais tarde o retrato dessa gera��o coimbr� num texto de grande beleza formal denominado Antero de Quental, recolhido postumamente nas Notas Contempor�neas, onde regista os acontecimentos e descobertas culturais que fizeram a sua orienta��o mental e evoca o conv�vio com o poeta dos Sonetos.

    • Word count: 4498
  13. Plano de marketing.

    22 Quadro 4: AN�LISE ABC POR SEGMENTO DE PRODUTOS 25 Quadro 5: an�lise swot 27 Quadro 6: estrat�gias de desenvolvimento - matriz de igor ansoff 30 Quadro 7: crit�rios de segmenta��o 32 SUM�RIO EXECUTIVO Texto geral do documento 1. DIAGN�STICO DE SITUA��O 1.1. An�lise Externa 1.1.1. An�lise do meio envolvente estrutural O seguimento e estudo do meio �, em primeiro lugar, a actividade de processar a informa��o sobre as mudan�as que se produzem no mesmo. Trata-se, ali�s, e fundamentalmente, de tratar compreender como as ditas mudan�as t�m impacto na empresa, com o fim de reduzir a incerteza na tomada de decis�o.

    • Word count: 12301
  14. A Educação como factor conductor determinante no comportamento dos personagens em “Os Maias” e o “Crime do Padre Amaro”.

    E�a utiliza com subtileza a ironia, a s�tira e coloca em rid�culo as personagens escolhidas como exemplo t�picos duma sociedade hip�crita. S�o romances de actualidade, cr�nica de costumes, ainda hoje relativamente vivos, gra�as � focaliza��o de algumas mazelas constantes no homem. E�a tenta por isso oferecer um painel t�o variado quanto poss�vel da sociedade portuguesa. Com os Maias, E�a volta para examinar a sociedade lisboeta em todas as suas vertentes sociais recorrendo a constru��o de um retrato da sociedade do s�culo XIX, pondo em evid�ncia os pensamentos ideol�gicos das personagens.

    • Word count: 4591
  15. Com a introdução da nova Lei de Droga no Portugal, a imprensa lá fica muito mais preocupada com o problema do consumo de drogas, do que a sua contraparte brasileira.

    Mas tamb�m h� que se respeitar o outro lado do argumento: as drogas tamb�m podem ser vistas como tendo certos benef�cios. Com a chegada da democracia veio a chegada de liberdade de voz e a��o, e muitos acreditaram que lhes deveria ser permitido escolher o seu pr�prio destino, sem seus governos a ditar-lhes sua dieta. As penalidades severas implementadas com a posse e o uso de drogas ilegais eram um grande catalisador � tens�o social que crescia sempre. Paralelamente, as leis de droga tiveram que ser constantemente renovadas a cada ano, com a cria��o de novas drogas, e tamb�m com

    • Word count: 3814
  16. Estrutura e Fundamentos do Ensino Fundamental e Médio

    Os Par�metros Curriculares Nacionais nascem da necessidade de se construir uma refer�ncia curricular nacional para o ensino fundamental que possa ser discutida e traduzida em propostas regionais nos diferentes estados e munic�pios brasileiros, em projetos educativos nas escolas e nas salas de aula. E que possam garantir a todo aluno de qualquer regi�o do pa�s, do interior ou do litoral, de uma grande cidade ou da zona rural, que freq�entam cursos nos per�odos diurnos ou noturnos, que sejam portadores de necessidades especiais, o direito de Ter acesso aos conhecimentos indispens�veis para a constru��o de sua cidadania.

    • Word count: 4137
{{widget type="widgets/category_paragraph" paragraph="

"Se podes olhar, v

Marked by a teacher

This document has been marked by one of our great teachers. You can read the full teachers notes when you download the document.

Peer reviewed

This document has been reviewed by one of our specialist student essay reviewing squad. Read the full review on the document page.

Peer reviewed

This document has been reviewed by one of our specialist student document reviewing squad. Read the full review under the document preview on this page.